CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

SUPERMERCADO ADONAI - AV. AMÉRICO NOGUEIRA, CLODOALDO

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

PAX PERFEIÇÃO - QUEM É VIVO SE ASSOCIA!

PAX PERFEIÇÃO - QUEM É VIVO SE ASSOCIA!

sexta-feira, 19 de junho de 2020

VIRGINIA HAGGE: ITAPETINGA SE DESPEDIU DE UM DOS MAIORES ÍCONES FEMININOS DE SUA HISTÓRIA. Por Tiago Bottino

 
5 dias após o falecimento precoce da Ex Deputada Estadual VIRGINIA HAGGE sinto que alguns ainda não perceberam a real dimensão do trágico fato que nos acometeu...  No dia 14 de junho de 2020 perdemos não apenas a mãe do Prefeito Rodrigo Hagge, mas um ícone FEMININO, de importância política gigantesca,  que poucas vezes tivemos. Uma mulher que estava além do tempo. 
Virginia era uma hábil maestrina do jogo político, sabendo transitar e ser bem recebida em todos os lugares e dialogar com todas as bandeiras, seja do lado político que for. Em tudo, ela sabia ser Dialética e era uma verdadeira professora de política, com uma visão e um olhar extremamente
aguçado.
Ainda na tarde fatídica, antes do iniciar do velório, me encontrava na residência dos Hagge. Quando se achegou no portão uma pessoa que era opositor ao prefeito. Ele me perguntou se confirmava o fato do passamento, eu respondi que infelizmente era verdade... A pessoa se achegou do muro, impactado, com os olhos marejados e me pediu desculpas, se retirando emocionado. Pra mim aquele era o símbolo do que era Virginia, independente das trincheiras partidárias, ela era respeitada, admirada e querida por todos. Seu falecimento não foi algo que fez chorar apenas gabirabas mais chegados, ela impactou e emocionou todo o Estado Baiano, inclusive os seus opositores mais ferrenhos... Não teve em Itapetinga quem não parasse por um momento e não ficasse sem palavras diante da noticia. 
Virginia e Lula. Mesmo sendo oposição, ela conseguia dialogar com todos.
Eu fico como uma tela de TV, transmitindo um telejornal, noticiando em mim as noticias vividas e testemunhadas com Virgínia, e foram muitas e, algumas tão engraçadas que me perco sorrindo ao recordar. 
Quando eleita Deputada, ela foi logo intitulada como A MUSA DA CÂMARA. Principalmente pela beleza e pelo sorriso sempre amistoso, Virginia achava uma graça isso... Ela própria me contava esses casos rindo muito... Entretanto, ao iniciar seus discursos no plenário, muitos passaram a admira-la pela força que despertava ao defender as propostas para o município. Era uma verdadeira leoa defendendo a ninhada, no caso nossa Itapetinga. E essa força despertada foi ganhando espaço e  destaque entre todos... E ela passou a ser a MUSA não mais pela beleza, e sim pela Determinação com que defendia o que acreditava.
Era assim, sempre, em tudo que surgisse em sua vida. E foi assim na sua vida pessoal, foi assim na sua vida política, foi assim durante a sua relação com Rodrigo, e foi assim no seu padecimento... Era uma guerreira sempre...
Nesses meses, após um tempo em tratamento fora, finalmente voltou pra Itapetinga... Eu parei em casa para me perguntar se deveria ir visita-la na sua home care, onde se tratava. Todos os dias eu resistia a tentação de ir vê-la, todos os dias eu me perguntava se não deveria ir até ela... Ao mesmo tempo, olhando para mim mesmo, tenho convicção que eu não queria ser visto dessa forma... Eu fui amigo de Virginia, suficientemente para saber que ela não iria querer ser vista  fragilizada. 

Naquela tarde do domingo o céu já estava estranho, nuvens já apontavam uma tarde triste... E de repente desabou uma chuva de lágrimas por todos os cantos , era uma das mulheres mais fantásticas que já conheci na vida que estava seguindo seu caminho, que estava deixando nossa dimensão... Partia minha amiga, minha colega, minha professora , Virginia Hagge.
Nesses tempos estranhos de pandemia , onde não podemos nos ajuntar, nos abraçar, Não pude me despedir da forma como queria, não puder bater um papo de despedida... Então dei o tempo que deveria, e um dia depois fui visitar seu túmulo, com meus bebês do lado... E lá estavam, tantas flores, tantas e tantas, de uma imensidão que mal se podiam contar... De prefeitos a deputados, de comerciantes a senadores, de feirantes a vereadores, de ministros a governadores... A Bahia suspirou e chorou...

E eu pude constatar mais uma vez, entre tantas e tantas vezes, o quanto ela era admirada e amada e o quanto sentiremos todos a sua falta... E o quanto eu sentirei sua falta.

Que siga em paz minha amiga,

Tiago Bottino
Pedagogo 




Um comentário:

  1. Conheci Virgínia Hagge mais de perto, na eleição municipal do ano de 2000, o seu pai o Senhor Michel Hagge candidato a prefeito e o Doutor Izai Amorim candidato a vice-prefeito, na coligação dos partidos: PMDB, PT, PCdoB e PSDB. Na citada eleição municipal, Virgínia Hagge fez parte da Comissão de Campanha, juntamente com todos os presidentes do partidos coligados. Se não me falha a memória a presidenta do PMDB de Itapetinga, era a Senhora Mariza, que residia na Rua Pompílio Espinheira (em frente a antiga SOMEVE). O prefeito de Vitória da Conquista, eleito no ano de 1996, era o Doutor Guilherme Menezes, pelo PT, juntamente com as(os) companheiras(os) conquistenses, me orientaram muito bem, para fazer parte da coligação na eleição municipal de Itapetinga. Fui presidente do PT de Itapetinga duas vezes, na época das ''vacas magras'' do PT local. E fui o único candidato a vereador do PT, na eleição do ano 2000. Me recordo muito bem na eleição de 2000, quando Virgínia Hagge, juntamente com a Senhora Mariza e todas as mulheres da coligação, traçavam as caminhadas pelas ruas de Itapetinga, de Bandeira do Colônia e Palmares e os comícios. Na eleição a presidente da república no ano 2006, Lula (PT) candidato a reeleição, e para governador da Bahia, Jaques Wagner (PT) e Edimundo (PMDB) a vice-governador, estava lá na frente da comissão aqui em Itapetinga, Virgínia Hagge. No final de uma Missa Dominical na Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças no ano de 2017, nós fomos andando até a porta da residência da família Hagge, e Virgínia Hagge me falou que depois que terminasse o tratamento médico que estaria fazendo, gostaria muito de participar em uma PEREGRINAÇÃO, ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, PEREGRINAÇÃO que realizo todo início de cada ano com muitos amigos, porque Virgínia Hagge era devota de Nossa Senhora Aparecida. Todos nós cristãos, independente de credo religioso, sabemos que nós fazemos um plano, mas JESUS CRISTO faz outro. Não fui até o velório, porque foi um ato restrito a família Hagge, mas rogo a DEUS que conforte os corações dos pais, irmãos, filho, parentes e amigos de Virgínia Hagge, e que Nossa Senhora Aparecida, rainha e padroeira do Brasil,
    cubra com o seu manto azul todos os seus filhos. Até aqui o SENHOR JESUS nos ajudou. I Samuel 7-12. Jorge Bigode, membro da Pastoral do Dízimo da Paróquia Nossa Senhora das Graças e ex-presidente e militante do PT de Itapetinga.

    ResponderExcluir

MATÉRIAS ASSINADAS , com FONTE, são de responsabilidade de seus autores.

contatos blog: whats: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK