CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

TATHIAGO DIGITAL - TUDO EM ELETRÔNICOS!

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

SUPERMERCADO ADONAI - AV. AMÉRICO NOGUEIRA, CLODOALDO

quarta-feira, 18 de julho de 2018

HOMEM JOGA ÁCIDO NA EX NAMORADA APÓS TÉRMINO DE NAMORO

Uma mulher de 31 anos foi atacada com ácido pelo ex-companheiro em uma rua no bairro da Sete Portas, em Salvador. Em entrevista ao G1 nesta quarta-feira (18), a vítima, identificada como Elaine Alves dos Santos, disse que o ex-namorado, Fernando Souza, não aceitava o fim do relacionamento.
O caso aconteceu na manhã de terça-feira (17). Após ser atacada com o ácido, ela seguiu para o Hospital Geral do Estado (HGE), sozinha, de ônibus. Elaine contou ao G1 o que aconteceu antes de ser agredida pelo ex-companheiro.
“Nessa semana ainda, na segunda [16], a gente brigou e terminamos. Ele tentou me bater e ameaçou
me matar. Já na terça, quando eu estava na rua, ele veio na minha direção para mostrar o ácido que ele tinha comprado dizendo que ia jogar em minha cara. Eu estava sentada com um amigo, aí ele veio na minha direção e jogou. Eu levantei e bati a mão na garrafa, aí pegou nas minhas costas, do lado do corpo e caiu no menino [amigo da vítima] também”, detalhou ela.
Depois de ser atacada, Elaine foi para um ponto de ônibus para tentar chegar ao hospital onde foi atendida.
“Quando eu estava esperando o ônibus no ponto Vasco da Gama, um casal me viu chorando de dor. Eles perguntaram o que eu estava sentindo e, quando eu mostrei os ferimentos, eles ligaram para o Samu. Só que quando eles ligaram para o Samu, eu vi o ônibus e peguei logo porque eu não estava aguentando mais a dor. Aí eu não esperei e fui para o HGE de ônibus”, conta a vítima.
No hospital, Elaine foi atendida, medicada e liberada. Na manhã desta quarta, ela foi para casa da irmã, onde está sob cuidados da família. Ela conta que, quando estava chegando na residência, avistou o agressor.
“Vi ele na rua, quando eu estava vindo para casa de minha irmã. Eu ia chamar a polícia, mas não tinha nenhuma [viatura] na rua hoje. Tenho medo, porque se ele fez a primeira vez, ele pode tentar fazer a segunda de novo”, avaliou ela.
A vítima tem queimaduras no rosto, perna e costas. O caso foi registrado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Brotas. Até a publicação desta reportagem, o agressor não havia sido preso.

6 comentários:

  1. ...................ESSES HOMENS.................................................AHF.....sem comentario.

    ResponderExcluir
  2. Uma nega feia dessa ,e ele deve ser ainda pior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa a mulher viver seu racista você merece alguém quebrar a sua cara

      Excluir
  3. Cada uma tem o namorado que merece!...

    ResponderExcluir

MATÉRIAS ASSINADAS , com FONTE, são de responsabilidade de seus autores.

contatos blog: whats: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK