CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

TATHIAGO DIGITAL - TUDO EM ELETRÔNICOS!

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

terça-feira, 27 de março de 2018

GERALDO VANDRÉ VOLTA A FAZER SHOW APÓS 50 ANOS DE SILÊNCIO

Uma das figuras mais intrigantes da música popular brasileira, dado o ostracismo que se impôs desde o retorno ao Brasil, em 18 de agosto de 1973, Geraldo Vandré, nome artístico de Geraldo Pedrosa de Araújo Dias, voltou aos palcos para dois concertos nesta semana. O paraibano de João Pessoa se apresentou na terra natal nos dias 22 e 23, no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, na capital paraibana. 
A apresentação, já histórica, foi composta por dois atos. O primeiro contemplou  seis peças para piano escritas em parceria com a pianista Beatriz Malnic. A dupla dividiu o palco. O segundo, com a Orquestra Sinfônica da Paraíba, foi dedicado a canções de Vandré. O repertório resgatou a clássica Pra não dizer que não falei das flores (Caminhando e cantando), cujas estrofes foram emblemáticas para as
lutas pela democracia nos tempos de ditadura, À minha pátria, Mensageira e Fabiana. 
Ícone da geração dos festivais de música, Vandré fez o último show no Brasil em 12 de dezembro de 1968, véspera da publicação do Ato Institucional nº 5, responsável por ceifar vários direitos dos cidadãos brasileiros e expulsar compatriotas. Exilou-se e voltou ao país em 1973, quando, no aeroporto, concedeu entrevista, escoltado por militares, e prometeu fazer "canções de amor e paz a partir dali". Silenciou. Não mais lançou inéditas e se negou a responder questionamentos sobre sessões de torturas ou acordos com o governo para não mais lançar músicas com teor político ou de protesto. O último disco foi de 1971, Das terras de Benvirá, gravado com o Quinteto Violado, na França. O último livro, publicado em 1973 no Chile, ganhará primeira edição brasileira com lançamento na quarta-feira. 
Em 2014, Vandré alimentou as esperanças de um retorno: participou de um show de Joan Baez e comentou a possibilidade de um projeto em espanhol, mas nada passou das palavras jogadas ao vento. "Pode ser ainda que entre uma apresentação e outra eu recite alguns de meus poemas. Vai depender da emoção do momento. Eu tenho noção da importância desse concerto para o país", diz o artista, em material divulgado pela imprensa pela Secretaria de Cultura da Paraíba.
Em uma rara entrevista, concedida  às vésperas dos 80 anos, em 2015, ele revelou ter guardadas muitas composições em espanhol, mas não garantiu divulgá-los: "Isso aí nem eu sei". "Não é voltar atrás. É mais à frente", corrigiu, à época, sobre a chance de "voltar atrás" quanto à decisão de não mais atuar como artista. Menos de três anos após respostas misteriosas sobre a possível retomada da trajetória artística , enfim, Geraldo Vandré rompe o silêncio. O Brasil muito mudou e viveu desde a véspera do AI-5, mas ainda enfrenta ameaças à democracia e aos direitos básicos de seus filhos. Os versos dele, quiçá, podem trazer esperança.
O SHOW CONFIRAM!

7 comentários:

  1. Essa musica e muita limda que bom Geraldo vandré vc e o cara

    ResponderExcluir
  2. Essa musica e muita limda que bom Geraldo vandré vc e o cara

    ResponderExcluir
  3. O Brasil da epoca dele nao existe mais..apodreceu completamente e parece que as flores sao o que restou de enterro do pais.triste perfeita cancao atualissima....genio

    ResponderExcluir
  4. O Brasil da epoca dele nao existe mais..apodreceu completamente e parece que as flores sao o que restou de enterro do pais.triste perfeita cancao atualissima....genio

    ResponderExcluir
  5. Estou indignado com uma mulher mau educada na comutran sou moto boy cheguei para renova meu alvará uma mulher que se diz chefe gritando igual uma louca. Pois é! Creio que propriamente não devemos culpar os MAL EDUCADOS, MENTIROSOS E DISSIMULADOS afinal uma velha frase diz: A gente é na rua o que APRENDE EM CASA.

    ResponderExcluir
  6. Vai te catar bruxa do 71 ,ja sei quem é essa mulher .Uma frustrada ,mal amada ,mal comida do rabo podre

    ResponderExcluir
  7. OS PETRALHAS FAZENDO COMICIO ATÉ NO SHOW DO VELHINHO VANDRÉ. DESESPERO PURO.

    ResponderExcluir

Tiago Bottino / Blog Itapetinga AGORA , LIDER em acessos no Médio Sudoeste da Bahia



whatsApp: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK