CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

PAX PERFEIÇÃO

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

TATHIAGO DIGITAL - TUDO EM ELETRÔNICOS!

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

sábado, 1 de julho de 2017

VITÓRIA DOS EXCLUIDOS! PELA PRIMEIRA VEZ EM 100 ANOS, FACULDADE DE MEDICINA TERÁ COTAS PARA NEGROS.


A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) adotará o sistema de cotas raciais para o ingresso de estudantes, pela primeira vez, em mais de 100 anos de história. 
De acordo com informações do G1, a organização da instituição aprovou, nesta sexta-feira (30), a adesão parcial do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que usa a nota do Enem para selecionar alunos. A informação foi confirmada à publicação, na manhã deste sábado (1º), pelo diretor da FMUSP, professor José Otávio Costa Auler Júnior, que garantiu que 50 das 175 vagas de medicina em 2018 serão selecionadas via Sisu/Enem. Outras 125 continuarão oferecidas por vestibular tradicional, pela Fuvest, que já adota sistema de bônus adicional a estudantes de escolas públicas que se autodeclarem pretos, pardos e indígenas. 
A partir de agora, das 50 vagas oferecidas pelo Sisu 2018, 10 serão reservadas para ampla concorrência, 25 para candidatos provenientes de ensino médio em escola pública, e 15 para alunos vindos da rede pública que se autodeclarem pretos, pardos e indígenas. 
Com a mudança, pela primeira vez na história, a Faculdade de Medicina da USP terá política específica de cota racial, destinando 8,6% de todas as vagas para este fim.

15 comentários:

  1. Agora a grande mudança será a dos brancos, que mesmo aue suase albinos e/ou boa parte racistas, vão se vestir de pele de cordeiros pretos.

    ResponderExcluir
  2. Agora a grande mudança será a dos brancos, que mesmo aue suase albinos e/ou boa parte racistas, vão se vestir de pele de cordeiros pretos na hora da inscrição e na matrícula.

    ResponderExcluir
  3. Sou estudante de medicina da UFBA. Sei o que é ser negro em medicina, mesmo não tendo entrado pelo sistema de cotas. Você simplesmente já é marcado assim. Aliás, na ufba são 50% das vagas para estudantes da rede pública e destes, 45% para negros. Ocorre que na minha turma só são 3 pessoas de pele negra, inclusive eu que não entrei pelo sistema de cotas, apesar de ser assim mal olhado. Queria muito saber quem pegou o restante das vagas. Vamos esperar os primeiros conflitos entre os estudantes da USP, e também as primeiras falcatruas de brancos que vão virar negros momentaneamente, mesmo que enojados.

    ResponderExcluir
  4. Aí sim que é preconceito , todos nós brancos , negros índios etc , temos que cer tratados com igualdade.
    Aí criam cotas para disfarçar o preconceito , o juaquim Barbosa chegou no suplemo estudando é competindo de igual para igual com seus colegas de escola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. camarada só que na pratica é diferente a mais de 500 anos no brasil o negro leva desvantagem, só pelo o fato de ser negro . hoje se o negro leva vantagens pelo fato de ser negro é motivo de escândalo ou racismo ? Sim ser tratado como iguis sé que sem esquecer suas origens. ser igual é ser negro na cozinha ... conta outra !

      Excluir
    2. Vai estudar seu analfabeto! Nao sabe nem o porque das políticas públicas e quer questionar! Pela sua escrita da pra ver que você mesmo com oportunidade de estudar nao vai chegar a lugar nenhum... Ninguém compete de igual para igual em um país que ja nasceu da Desigualdade! Sabe nem a quantos anos a escravidão acabou e quer da palpite! Analfabeto!

      Excluir
    3. Saber sobre políticas públicas é ser contra justijustiça sociais ? E ser de direita e lutar contra os direitos .

      Excluir
    4. Como assim desigualdade ? Vejo uma ambiguidade em sua fala . Quem nasceu da desigualdade ? Nao só perfeito e nem o corretor do teclado de meu telefone . Só que nao acredito em racismo inverso .

      Excluir
  5. Eu falei do tempo que o negro está no Brasil. Não do tempo que o negro foi escravizado . A Propósito vejo muito ódio em sua fala . Seu preconceituoso.

    ResponderExcluir
  6. em 13 de maio de 1888 sem nem uma indenização sem emprego e tendo que viver as margens da sociedade . só quis dizer em um mundo onde a pessoa leva desvantagem pela sua cor de pele, nada mais justo que ela levar vantagem por isso ! ignorante .

    ResponderExcluir
  7. Triste realidade essa nossa considerando que somos um pais multi racial,e ainda hoje se fala em COTAS,e pra piorar se comemora o que nem devia existir, sistema de ensino falido esse nosso......A preconceituosa lei de cotas...é uma piada ....

    ResponderExcluir
  8. Sou Negro e sou contra as cotas, acho que o que se deve ter é estudo bom e de qualidade para que qualquer um seja capaz de passar no vestibular, nao existe nada tao desigual do que cotas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pós então.
      Já que não existe essa igualdade nos estudos (acho válido também) reveja seu conceito.
      E vamos de cotas sim.
      As cotas são a forma clara de uma sociedade preconceituosa onde os pouco sempre será servido ao negro.
      Análise,não ofereço base de estudo pro negro e lá na frente vou amenizar com cotas.
      Não mais que isso, e com essa mudança no ensino médio, adeus cotas, me diga qual filho de família pobre, negro, vai preferir estudar que trabalhar?.
      Acorda Brasil, estão silenciando formas preconceituosas em nosso meio e batemos palmas" sou negro e sou contra cotas".
      #cotas sim
      #sou negro
      #faculdadepublicasepraalunopobre.

      Excluir
    2. Pós então.
      Já que não existe essa igualdade nos estudos (acho válido também) reveja seu conceito.
      E vamos de cotas sim.
      As cotas são a forma clara de uma sociedade preconceituosa onde os pouco sempre será servido ao negro.
      Análise,não ofereço base de estudo pro negro e lá na frente vou amenizar com cotas.
      Não mais que isso, e com essa mudança no ensino médio, adeus cotas, me diga qual filho de família pobre, negro, vai preferir estudar que trabalhar?.
      Acorda Brasil, estão silenciando formas preconceituosas em nosso meio e batemos palmas" sou negro e sou contra cotas".
      #cotas sim
      #sou negro
      #faculdadepublicasepraalunopobre.

      Excluir
  9. A educação muda as pessoas, um negro é sempre visto cono um bandido sem previlégios e sem oportunidades, esse é o brasil onde a bandidagem cresce muito mais do que a oportunidades na educação.

    ResponderExcluir

ITAPETINGA AGORA O BLOG MAIS ACESSADO DO MÉDIO SUDOESTE DA BAHIA

Redação e Edição: Tiago Bottino J. Brige
whatsApp: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK