CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

LOJAS PREMIADAS NA REGIÃO

LOJAS PREMIADAS NA REGIÃO

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

TATHIAGO DIGITAL - TUDO EM ELETRÔNICOS!

TATHIAGO DIGITAL - TUDO EM ELETRÔNICOS!

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

sexta-feira, 10 de março de 2017

EXCESSO DE PUNIÇÕES NA PM! ONG INTERNACIONAL APONTA DESRESPEITO AOS "DIREITOS HUMANOS" DE POLICIAIS MILITARES NO BRASIL.

Um estudo realizado pela Human Right Watch, organização internacional não governamental, apontou um excesso de punições a policiais militares brasileiros que reclamaram e sugeriram mudanças no sistema militar brasileiro.  A Constituição Federal brasileira prevê a "livre expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença", no entanto, o Código Penal Militar, de 1969 aponta que o militar ou assemelhado é proibido de "criticar [o militar ou assemelhado] publicamente ato de seu superior ou assunto atinente à disciplina militar, ou a qualquer resolução do governo". A crítica ou desrespeito pode resultar em detenção de dois meses a um ano. Diversas denúncias de policiais brasileiros foram registradas na entidade de
expulsão, humilhação e até prisão após o posicionamento contrário dos militares. “Acreditamos que o excesso na punição e as punições desproporcionais inibem que os policiais participem do debate público. Nós pedimos reformas nos códigos disciplinares e que a linguagem da discricionariedade para punição seja reformada”, afirma Maria Laura, diretora no Brasil da Human Rights Watch. Como solução para a mudança desse cenário, a diretora da entidade afirma que deva ser implantado um meio em que os policiais possam realizar pedidos, reclamações e denúncias dentro da corporação. A solução apontada pelo relatório é que a reformulação de leis que têm sido usadas para impor punições desproporcionais a policiais militares que se manifestam publicamente para defender mudanças no modelo policial ou fazer reclamações.

9 comentários:

  1. Pune policia e solta bandido ooh Brasil controverso

    ResponderExcluir
  2. Isso é lorota, para eles fazerem o que bem quiser, se deixar correr frouxo eles acabam com o país porq acham que são o.dono do mundo porq obtém um posse de arma,

    ResponderExcluir
  3. NO MEIO DO JOIO A SEMPRE O TRIGO
    EXISTEM POLICIAIS HONESTOS E QUE GOSTAM DE RESPEITAR ORIENTAR
    MAS TEM OUTROS QUE INFELISMENTE SO GOSTAM DE PREJUDICAR OS OUTROS POR ABUSOS DE AUTORIDADE NUM PAIZ DE TANTA DESONESTIDADES A POLICIAIS EDUCADOS QUE MESMO VENDO VOCÊ NO ERRO SÃO CAPAZES DE UMA SIMPLES ORINTAÇÃO MUDAR SUA VISÃO DIANTE DAQUELA CITUAÇÃO SEJA ELA QUAL FOR A ESSES SIM MERECEM, MEU RESPEITO
    SALVE OS POLICIAIS EDUCADOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai aprender escrever, analfabeto.

      Excluir
  4. Mesmilitarizar seria uma boa solução os países desenvolvidos não usa polícia militar, somente polícia um modelo eficiente e moderno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pare de ser burro, desmilitarização é apenas um termo técnico, não mudaria nada nas instituições!

      Excluir
    2. Se você quiser acabar com a policia, desmilitariza ela.

      Excluir
  5. A população de bem não respeita a polícia que vai respeita o marginal?

    ResponderExcluir

ITAPETINGA AGORA O BLOG MAIS ACESSADO DO MÉDIO SUDOESTE DA BAHIA

Redação e Edição: Tiago Bottino J. Brige
whatsApp: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK