CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

LOJAS PREMIADAS NA REGIÃO

LOJAS PREMIADAS NA REGIÃO

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

MORUMBI PNEUS - NO PARQUE DA LAGOA!

MORUMBI PNEUS - NO PARQUE DA LAGOA!

FEIRA DO LAR

FEIRA DO LAR

terça-feira, 8 de novembro de 2016

QUANDO UM PAI ESQUECE O FILHO DO PRIMEIRO CASAMENTO

UM HOMEM QUE SE FINGE DE BURRO É MAIS BURRO DO QUE UM BURRO HONESTO. "O que dá para entender é que ele não ama o filho, mas a mulher com quem se encontra no momento. Faz qualquer coisa para agradá-la, inclusive negar a paternidade do primeiro casamento."
O que me dói é ver um pai casar de novo e esquecer o filho do primeiro casamento. Esquecer. Nenhum cartão de Natal ou presente debaixo da lareira.
É que ganhou um herdeiro do segundo casamento, está envolvido na escolha do enxoval, no anúncio do jornal, em fumar charuto com o sogro e com aquela vaidade suprema de ostentar para sua esposa
que é experiente e sabe segurar a criança.
Ele apaga a casa anterior — com o que havia dentro dela — e se apega à casa recente. Entende que sua criança ou adolescente cresceu o suficiente para não depender mais dele. Nenhum filho cresce o suficiente para ser órfão de repente, não importa a idade.
Aquele filho a quem amava e criava com zelo, a quem aconselhava e trocava as fraldas passa a existir somente como uma pensão, uma linha do seu contracheque. Não pergunta. Não telefona. Não se encontra fora de hora. Está muito ocupado criando um bebê. O que dá para entender é que ele não ama o filho, mas a mulher com quem se encontra no momento. Faz qualquer coisa para agradá-la, inclusive negar a paternidade do primeiro casamento.
É do tipo ou tudo ou nada, ligado à figura masculina patriarcal, que oferece e tira conforme suas vantagens. Não é bem um pai, mas um latifundiário emocional, desconfiado, sob permanente ameaça de invasão de suas terras.
Mãe é diferente, sempre se elogia quando menciona seu filho. Mareja os olhos ao mexer na gaveta das camisas, coleciona bilhetes e desenhos, inventa uma porção de neologismos no abraço. Não se guarda para depois, para um melhor momento, está disposta a conversar pressentimentos e costurar recordações.
Pai costuma se omitir no momento do desabafo. É comedido demais para estar vivo. Troca de personalidade, de residência, de amor, o que precisar, no sentido de prevenir a sobrecarga de problemas. Para namorar, ele some por meses (exatamente o contrário da mãe, que administra o final de semana com o apoio da babá e da avó). Homem ainda não conseguiu conciliar sua vida profissional com a afetiva. Não é capaz de unir nem a vida afetiva pregressa com a vida afetiva atual. Cuida de um afeto por vez.
Pai não forma sindicato, não cria associação. Continua defendendo que ninguém tem o direito de se meter na vida dele e converte em inimigos os amigos que insinuam sua indisposição filial.
Ele se separou de uma mulher, não do seu filho, mas culpa o filho porque não consegue completar uma frase com a ex. Parte do princípio de que ajudando o filho está ajudando a ex. Gostaria de matá-la, mas então se mata para o filho.
Ou entende que seu filho deve procurá-lo, cria paranoias e neuroses para aliviar sua culpa. Age como um ressentido, fala mal do filho do primeiro casamento para a mulher do segundo casamento, alegando ingratidão. E a mulher do segundo casamento concorda com o absurdo porque está preocupada com o nenê e deseja a exclusividade do marido. E não entende que um irmão depende do outro irmão, que uma família não cresce por empréstimos.
Homem tem que aprender a sofrer em público, sofrer por um filho o que sofre por uma dor de cotovelo, apanhar das cólicas e da coriza, desabar numa mesa de bar, beber interurbanos, fechar a rua e o sobrenome para encurtar distâncias, chorar nas apresentações escolares, fingir abandono a cada despedida, para só assim mostrar que pai, pai mesmo, nunca será dispensável.



Autor: Fabricio Carpinejar via Blog Segredo

25 comentários:

  1. Pastora Neuza Silveiraterça-feira, 08 novembro, 2016

    Esse comentário, é a vida real de varias famílias inclusive, homens perto de nós, abandonaram suas famílias, e o seus filhos, achando comum, a troca por outras mulheres, e esquecendo do seu papel de pai. É triste mais é a realidade!!!

    ResponderExcluir
  2. Concordo em número gênero e grau....sábias palavras Thiago gostei muito.

    ResponderExcluir
  3. Poxa!!!!!!! Quantas verdades nestas linhas escritas acima. Parabéns

    ResponderExcluir
  4. Á ESSE TIPO DE PAI VAI O RECADO.. OS ANÉIS VAO.. E OS DEDOS CONSTROEM OUTROS ANÉIS..QUAL VALOR TEM UM PAI BIOLÓGICO ANTE O PAI DEUS?. MUITO POUCO.. CRESCI SEM MEU PAI,TORNEI-ME UMA PESSOA COM FAMILIA FILHOS E MEU PAI NAO FEZ ABSOLUTAMENTE FALTA ALGUMA.. PELO CONTRÁRIO..SERVIU DE EXEMPLO Á NAO SER SEGUIDO..OS SERES HUMANOS TEM MENOR VALOR REAL DO QUE ELES ACHAM....Deus sim é insubstituivel.. até os vermes sao pais..

    ResponderExcluir
  5. Que texto mais sem pé nem cabeça, desarticulado, com uma fundamentação temática desconexa, cronologia sem sequência linear, longo demais e muito repetitivo. Consegue, apenas, ser cansativo e chato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Tudo que mexe na ferida DOI e se torna chato!

      Excluir
  6. Longo demais demais é o sofrimento q muitas crianças enfrentam pela falta de responsabilidade do genitor q abandona. Chato,sao pessoas que são insensíveis ao sofrimento do outro. Cansativo são os comentários desnecessários.

    ResponderExcluir
  7. Mulher a mesma coisa também,não estou falando todas,tudo na vida tem exceção mas tem mulher também que esquece do filho e dar atenção ao seu marido atual.

    ResponderExcluir
  8. Esse texto tem pé,cabeça o corpo todo,pois é a pura realidade,infelismente!

    ResponderExcluir
  9. Esse texto tem pé,cabeça o corpo todo,pois é a pura realidade,infelismente!

    ResponderExcluir
  10. coisa de gente sem matéria para publicar ,nao é senhor censor federal?..

    ResponderExcluir
  11. Esse texto é ridículo . Não vê pode generalizar dessa forma gente . Casais se separam e infelizmente não te como tudo ficar do mesmo jeito, ter uma relação normal como antes . Presente debaixo da lareira ????? Que isso .
    Se ouve separação não tem como isso acontecer , e outras coisas . Quem fez esse texto está fora da realidade , deprimente .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ridículo é o que você pensa a respeito! Deprimente é saber que existe pessoas como você! Este texto não generaliza, ele fala do PAI QUE ABANDONA O FILHO do primeiro casamento, talvez de ofendeu por você fazer parte dessa classe, vista a cara pulsa quem deve! Pelo menos a mim, não me cabe! Sou separado e me dou muito bem como com a minha ex e tenho plena confecção que minha filha se orgulha de mim, afinal, além de pai e filha somos amigos também! Achei o texto E X E C E L E N T E !

      Excluir
    2. ridiculo é vc penssar assim, pois meus pais se separaram e não mudou nada só almentou mais e mais o amor deles por me. presentes atemção carinho resposabilidades ficou tudo na mesma pq homen que é homen e pai que é pais cumpre seu papel .

      Excluir
    3. Pois eu cresci assim, vendo a outra família ter tudo e eu não ter nada, Fim de ano em praia, escola particular, isso sem contar, carinho, afeto, atenção... como disse ai, eu só era uma linha no contra-cheque. Mas isso me tornou mais forte, e infelizmente, mas frio tb.

      Excluir
  12. Esse texto é ridículo . Não vê pode generalizar dessa forma gente . Casais se separam e infelizmente não te como tudo ficar do mesmo jeito, ter uma relação normal como antes . Presente debaixo da lareira ????? Que isso .
    Se ouve separação não tem como isso acontecer , e outras coisas . Quem fez esse texto está fora da realidade , deprimente .

    ResponderExcluir
  13. Ridículo É seu comentário, vc deve ser um desse... doeu a consciência foi? Outro disse que o texto não tem pé nem cabeça kkkkk. Mas o filho tem pé, cabeça e todos os órgãos inclusive coração.

    ResponderExcluir
  14. é só falar com o ministerio putrico.. ele arranja logo logo um pai para a criança abandonada.. ele resolve tudo..kkkkkkk

    ResponderExcluir
  15. QUESTIONA QUEM NÃO CONHECE A REALIDADE,SE VOCÊ AMA SEU FILHO AMÉM. NAS RUAS PERGUNTE A UM USUARIOS DE DROGAS CADÊ SEU PAI? ELE VAI MANDAR VOCÊ SAIR DA FRENTE DELE! A MINHA PERGUNTA É:

    QUEM AMA UM PAI AUSENTE?

    ResponderExcluir
  16. Olá , olha namoro com um rapaz qe tem dois filhos com sua ex quando eu a conheci , ele tava solteiro e ligava para os filhos dia e noite..melhor a ex ligava todo dia até várias vezes por dia dizendo qe era para o pai falar com os filhos. Então me tornei namorada dele aia coisa complicou pq está ex não parava mas de ligar e pasou a ligar pra mim tbm começou os chingamentos em fim pra gente poder fica um pouco em paz ele teve qe ir reduzindo de receber ligações da ex . É ele sofre muito pq não pode ligar pra falar com os filhos pq a ex não deixa ela qer qe ele fica sozinho pra poder falar com as crianças. Eu não sei oqe fazer já pensei mil vezes em termina o namoro com ele mas eu a amo muito . Mas sofro tbm por vê sofre. Então ele nao quiz deixa de falar com as crianças foi a ex qe não aceitou o namoro dele com outra pessoa. Ele ama os filhos .então cada caso é um caso ..

    ResponderExcluir

ITAPETINGA AGORA MAIS DE 18 MILHÕES DE ACESSOS www.itapetingaagora.com

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK