CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

LOJAS PREMIADAS NA REGIÃO

LOJAS PREMIADAS NA REGIÃO

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

MORUMBI PNEUS - NO PARQUE DA LAGOA!

MORUMBI PNEUS - NO PARQUE DA LAGOA!

FEIRA DO LAR

FEIRA DO LAR

terça-feira, 12 de abril de 2016

HOMEM NÃO É MAIS OBRIGADO A DIVIDIR BENS E NEM BANCAR A EX MULHER - DIZ STJ

A notícia de que o STJ (Superior Tribunal de Justiça)  decidiu que a partilha do patrimônio de casal que vive em união estável não é mais automática e que as partes vão ter de provar que contribuíram com dinheiro ou esforço para a aquisição dos bens vai mexer com a vida de muita gente. Essa mulherada que ainda acha que o que o homem tem de mais sexy é o cartão de crédito, o carro e o apartamento, vai acabar com uma mão na frente e outra atrás.
Se a bonita só entrar com a fachada na união estável, sem comprovar que suou a camisa (e não daquele jeito que vocês estão pensando), não terá direito ao patrimônio erguido só pelo cara. O mesmo, a princípio, deve vale para mulheres bem sucedidas. Caso seja ela a responsável exclusiva
pela construção do patrimônio, se o fulano não comprovar que entrou com grana ou com esforço, vai ele para a rua da amargura.
No mínimo, é justo. Para se partilhar um patrimônio de casal que vive em união estável, o ideal é mesmo que cada  um prove que contribuiu com dinheiro ou esforço para a aquisição dos bens. Alguém aí pode berrar, dizendo que há muitas mulheres que abandonam a vida profissional para cuidar da família e dos filhos. A Justiça precisa olhar caso a caso, mas se dedicar exclusivamente ao lar não deixa de ser um baita esforço para o enriquecimento mútuo.
Por outro lado, acho que ex-marido pagar pensão à mulher pro resto da vida é uma aberração. O STJ vem, de fato, entendendo que a obrigação de pagar pensão alimentícia à ex-cônjuge é medida excepcional. Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, em um um julgamento recente,  o STJ decidiu converter a pensão definitiva da mulher, de 55 anos, em transitória. Ela receberá quatro salários por apenas dois anos. Procurada, a assessoria de comunicação do STJ não tinha informações sobre o caso. Rosane Collor também teve de se contentar com uma pensão por apenas três anos paga pelo ex-presidente Fernando Collor.
As mulheres podem e devem bancar seu próprio sustento. No caso de Rosane Collor, ela teve direito a alimentos “compensatórios” por não ter trabalhado para seguir a vida política do ex. Mas até isso foi uma opção de vida dela. Depois não adianta chorar. É uma ótima lição para essa mulherada que quer viver à sombra do marido, achando que  é dele a obrigação de bancar a fofa a vida toda.
Agora, é bom que se diga e não custa lembrar: uma coisa é pensão para ex-mulher. Outra, muito diferente, é pensão para filho. Bancar a mulher não deve, mesmo, ser uma função do ex. Mas colaborar com o bem-estar das crianças que teve é, sim, obrigação do pai. Esse monte de homem que casa, faz filho, separa e se faz de morto na hora de pagar pensão para as crianças merece o que a lei destina a eles: cadeia.
R7

7 comentários:

  1. União estavel... vivo com meu marido ha quatro anos tenho uma filha de tres anos. Quando o conheci ele nao tinha nada vivia no quartinho dos fundos na casa da mãe dele hj temos carro do ano, casa muito boa e planos para constrir mas tres apartamentos quem trabalga fora é ele eu entro com uma parte nas despesascom uma renda que tenho de uns alugueis que ja tinha antes de conhece-lo e agora o que construimos juntos ficara so pra ele? eu ainda vou ter que provar que o ajudei a construir?...... hj estamis bem amanha so Deus sabera!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se voce paga as contas, guarde os comprovantes!

      Excluir
  2. União estavel... vivo com meu marido ha quatro anos tenho uma filha de tres anos. Quando o conheci ele nao tinha nada vivia no quartinho dos fundos na casa da mãe dele hj temos carro do ano, casa muito boa e planos para constrir mas tres apartamentos quem trabalga fora é ele eu entro com uma parte nas despesascom uma renda que tenho de uns alugueis que ja tinha antes de conhece-lo e agora o que construimos juntos ficara so pra ele? eu ainda vou ter que provar que o ajudei a construir?...... hj estamis bem amanha so Deus sabera!!!

    ResponderExcluir
  3. eu nquero e prova se eu nao saio com minha parte nesse casamento engraçado eu me acabo com ele passo minha vida com ele p vi outra bonitinha e levar tudo bufa p ele e vc tiago!

    ResponderExcluir
  4. essa lei e pra essas bonitinha que chega no cara com quem não quer nada logo pega uma barriga e depois fala que já tem direito nos bem do cara eu acho que tem que trabalha os dois para construí um futuro juntos para depois dividir si for o casa de separação eu vivo com meu esposo a 20 anos construirmos uma casa esta no valor de 90 mil reais si for o caso de nos vinhe a separa eu qui vou divide por que a casa esta no meu nome

    ResponderExcluir
  5. Quem diz isso não é Tiago não, sua inconveniente, e sim o STJ (Superior Tribunal de Justiça)

    ResponderExcluir
  6. AS FEMINISTAS QUE DEFENDE SÓ SEXUALIDADES E TRAIÇÕES E QUEREM EXPRESSAR O LADO VULGAR QUE ALGUNS HOMENS TEM SENDO PIOR QUE OS TAIS , NAO LUTA POR DIREITOS IGUAIS NESTE CASO . O QUE É MEU É MEU E O QUE É SEU É MEU TAMBÉM !
    VIVA A DEMOCRACIA .

    ResponderExcluir

ITAPETINGA AGORA MAIS DE 18 MILHÕES DE ACESSOS www.itapetingaagora.com

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK