CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

PAX PERFEIÇÃO

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

TATHIAGO DIGITAL - TUDO EM ELETRÔNICOS!

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

CURIOSIDADE: PESQUISA APONTA BRASILEIROS COMO OS MAIS DESCONFIADOS DA AMÉRICA LATINA

ONG SEM FINS LUCRATIVOS CHILENA AFIRMA EM PESQUISA REALIZADA EM 18 PAÍSES DA AMÉRICA LATINA QUE BRASILEIROS SÃO OS MAIS DESCONFIADOS DO CONTINENTE. FORAM OUVIDAS 20 MIL PESSOAS PARA EFEITO DESTA PESQUISA.
Imagem ilustrativa
Segundo pesquisa do instituto chileno Latinobarômetro divulgada nesta quinta-feira (12) em Madri, na Espanha, não passa de 7% o total de brasileiros que afirmam confiar em terceiros. É o pior índice da América Latina, que por sua vez é tida como a pior região do planeta em matéria de confiança pessoal. Como comparação, o Latinobarômetro lembra que nos países nórdicos da Europa a proporção é exatamente o contrário: oito em cada dez pessoas confiam nos outros. O relatório analisa a confiança em todas as instituições e pessoas da vida diária, para contrastar a confiança institucional
contra a desconfiança dos latino-americanos com os quais interagem na vida diária, amigos, colegas de trabalho. No indicador de confiança interpessoal, apenas 17% dos latino-americanos dizem que você pode confiar em terceiros. Este valor tem-se mantido estável ao longo dos últimos vinte anos, apesar da crise econômica, o progresso na educação ou o nascimento da nova classe média. A desconfiança do outro é o chão que define sociedades latino-americanas.
Os latino-americanos tendem a confiar em pessoas próximas como familiares, vizinhos, colegas de trabalho, enquanto desconfiam daqueles tidos mais distantes como operadores de telefonia, funcionários municipais e até mesmo parentes que não vêem há muito tempo. Isto confirma que as sociedades latino-americanas operam com base em redes de pequenos grupos que se relacionam entre si e, portanto, não cultivam a confiança interpessoal. Este fenômeno é acentuado pela presença permanente da desigualdade econômica e política.

7 comentários:

  1. Não é prá menos com tanto bandidos de palito é estando em um dos países mais corrupto do mundo.

    ResponderExcluir
  2. considerando nossa estrutura nao é novidade..segurança ,educaçao, saúde,política .imprensa comprada e marrom..ah..disso todos sabemos..temos que ser desconfiados mesmo,nao é censor federal?........

    ResponderExcluir
  3. Se a Ong entrevista o mineiro o índice seria de mais de 95% de desconfiança.Ô bichin mais desconfiado é o mimeirin, sô !

    ResponderExcluir
  4. hoje nos tem medo de todos

    ResponderExcluir
  5. Já estamos assombrados com a PTzada nos metendo o terror o tempo todo...

    ResponderExcluir
  6. Mas continuam votando nessa laia. Na verdade nós somos iguais a carneiro,morremos calados.todo mundo engana o brasileiro.

    ResponderExcluir

ITAPETINGA AGORA O BLOG MAIS ACESSADO DO MÉDIO SUDOESTE DA BAHIA

Redação e Edição: Tiago Bottino J. Brige
whatsApp: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK