CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

LOJAS REZENDE - OS MELHORES PREÇOS DE ITAPETINGA

TATHIAGO DIGITAL - TUDO EM ELETRÔNICOS!

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

terça-feira, 27 de outubro de 2015

GREVE DE MÉDICOS DO INSS AFETA 350 PERÍCIAS POR DIA EM SALVADOR

PERITOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL ESTÃO EM GREVE DESDE SETEMBRO NA BAHIA. CATEGORIA DA SAÚDE SEGUE PARALISAÇÃO SEM ACORDO COM O GOVERNO FEDERAL.
Sem acordo, a greve dos peritos médicos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) completa 52 dias na Bahia, nesta segunda-feira (26). A categoria parou as atividades no dia 4 de setembro e manteve a mobilização mesmo com o fim da greve dos servidores do INSS, no final de setembro. O delegado da Associação Nacional dos Médicos Peritos em Salvador, JOÃO EDUARDO PEREIRA, informou que, em média, 350 perícias deixam de ser realizadas diariamente nos postos do INSS da cidade por conta da greve. Normalmente, sem a paralisação, 400 a 500 perícias eram realizadas por
dia na capital baiana. Apenas 30% dos médicos peritos mantêm as atividades nas agências. A categoria segue a paralisação sem previsão de retorno aos trabalhos, segundo o representante dos médicos. “Até agora, com o Ministério do Planejamento, não houve tratativa, só houve uma reunião para mostrar a pauta que já havia sido apresentada antes. A nossa pauta tem itens como a reestruturação da carreira, adequação da jornada de trabalho, incorporação e alteração dos mecanismos de avaliação da gratificação”, afirma João Eduardo Pereira. Ele ainda diz que os profissionais de saúde enfrentam problemas de saúde e psicológicos por conta das condições de trabalho nas agências do INSS em Salvador.
“Oito funcionários estão afastados de problema de saúde, porque sofreram agressões ou infecções por causa da falta de condições em Salvador”, informou. Ele ainda disse que todas as agências, nos bairros do Comércio, de Brotas e Itapuã, têm condições sanitárias inadequadas.
De acordo com a assessoria nacional do INSS, por causa da greve, a capacidade de realização de perícias foi reduzida em 50%, de uma média mensal de 600 mil para 300 mil em todo o país. A negociação para o fim da greve é feita pelo Ministério do Planejamento. O órgão estima que aproximadamente 500 mil perícias não tenham sido realizadas desde o início da greve, fazendo com que o Tempo Médio de Espera para o Agendamento da Perícia Médica, na média nacional, passe de 20 dias, antes do início das greves, para os atuais 44 dias. O Instituto conta hoje com 4.378 servidores peritos médicos, cujo salário inicial para uma jornada de 40 horas é de R$ 11.383,54, chegando a R$ 16.222,88 no final da Carreira. Com o objetivo de assegurar os direitos dos segurados, o INSS reafirma que os efeitos financeiros decorrentes dos benefícios concedidos retroagem à primeira data agendada.

Fonte: G1 BA

2 comentários:

  1. Não desejo ver o circo pegar fogo, mas tudo funcionando errado no governo PT, prá mim, é festa.

    ResponderExcluir
  2. E mais uma vez a população que é penalizada.O governo não está nem aí.

    ResponderExcluir

ITAPETINGA AGORA O BLOG MAIS ACESSADO DO MÉDIO SUDOESTE DA BAHIA

Redação e Edição: Tiago Bottino J. Brige
whatsApp: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK