CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

PATROCINE O BLOG MAIS ACESSADO DE ITAPETINGA

FRIGORÍFICOS SUDOESTE

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

PAX PERFEIÇÃO

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

TATHIAGO DIGITAL - TUDO EM ELETRÔNICOS!

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

sábado, 5 de setembro de 2015

JOVENS SÃO CONDENADAS A ESTUPRO E A DESFILAREM NUAS NA ÍNDIA APÓS ‘CRIME’ DO IRMÃO

Duas jovens foram condenadas por um conselho tribal a serem estupradas e a desfilarem nuas nas ruas do estado Uttar Pradesh, na Índia. Segundo a agência EFE, as jovens são “intocáveis”, o elo mais baixo da escala social indiana, e serão castigadas porque seu irmão, Ravi, fugiu com uma menina de casta superior. O caso chamou atenção de órgãos internacionais após Meenakshi Kumari, de 23 anos, e sua irmã mais nova, de 15 anos, irem à Suprema Corte do país contra a decisão. Ao saber da
situação das mulheres, a Anistia Internacional lançou uma campanha internacional para tentar evitar a condenação e conseguiu reunir mais de 300 mil assinaturas de apoio. "Gente de todo o mundo quer que a família permaneça segura e apoia que seja realizada uma investigação rápida, completa e imparcial sobre as ordens dadas pelo conselho tribal de autorizar o estupro das irmãs", comentou a chefe da campanha da AI. Na denúncia apresentada no Supremo, Meenakshi diz que a condenação tinha como objetivo restabelecer a honra da comunidade jat, à qual pertence a namorada fugida. Segundo o advogado de defesa das jovens, Ravi chegou a ser envolvido em um “caso falso” de posse de drogas e impedido de sair da prisão, mesmo com liberdade condicional, pois sua família “poderia ser assassinada”. "O amor entre Ravi e Krishna provocou a ira da polícia de Uttar Radesh e da comunidade jat e como consequência os membros da família da litigante foram sequestrados e torturados por policiais", alega o requerimento. Dados da Associação de Mulheres Democráticas da Índia apontam que o país registra cerca de mil casos de “crimes por honra” por ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ITAPETINGA AGORA O BLOG MAIS ACESSADO DO MÉDIO SUDOESTE DA BAHIA

Redação e Edição: Tiago Bottino J. Brige
whatsApp: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK