CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

DISK GÁS: 77-98119-1906 (FONE/ZAP)

SUPERMERCADO ADONAI - AV. AMÉRICO NOGUEIRA, CLODOALDO

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

PAX PERFEIÇÃO - QUEM É VIVO SE ASSOCIA!

PAX PERFEIÇÃO - QUEM É VIVO SE ASSOCIA!

quarta-feira, 29 de abril de 2015

ASSASSINO DE PREFEITO BAIANO SE APRESENTA NA DELEGACIA

Fernando Sampaio (PMDB) Prefeito de MACAJUBA - morto
O acusado de assassinar o prefeito Fernão Sampaio (PMDB), do município de Macajuba, na região do Piemonte de Paraguaçu, teve o mandato de prisão temporária cumprido nesta terça-feira (28), ao se apresentar no Departamento de Polícia do Interior (Depin). O crime, cometido pelo comerciante Flávio Albergaria de Oliveira, 33 anos, aconteceu no dia dois de abril deste ano. O delegado José Augusto Saldanha, titular da 12ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Itaberaba e Marcelo Moreira Cavalvanti, que responde pela Delegacia Territorial (DT) de Macajuba, informaram que o acusado confirmou que o crime foi motivado pela desapropriação que a prefeitura promoveu de um terreno pertencente à sua família.
O veículo utilizado para a realização do crime foi encontrado em um sítio nas proximidades da cidade no dia 3 de abril. Segundo o delegado Marcelo Cavalcanti, o prefeito foi surpreendido pelo acusado
na rua principal da cidade, no momento em que parou o carro para cumprimentar um irmão. O crime foi cometido com o uso de um revólver calibre 38 e, após a ação, o comerciante escondeu a arma em um matagal. O acusado, que não tem outras passagens pela polícia, foi encaminhado à carceragem da 12ª Coorpin, em Itaberaba. 
fonte: Bahia Notícias.

3 comentários:

  1. Isso que acontece, com quem quer meter o nariz, naquilo que não pertence!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece que o prefeito morreu e a prefeitura deve continuar como dona da área. Quando não se concorda com a desapropriação, deve-se procurar os meios jurídicos e legais para reaver a posse e não é matando alguém que resolve o processos públicos de desapropriação.

      Excluir
  2. quanta crueldade, hoje se paga coisas matérias com a vida, precisava matar? não pensou nem mesmo na própria família,agora na cadeia e prezo para o resto da vida com a culpa de assassino monstruoso pela ganânçia espero q fique prezo pelo menos 15 dias o tempo limite da nossa justiça vergonhosa

    ResponderExcluir

MATÉRIAS ASSINADAS , com FONTE, são de responsabilidade de seus autores.

contatos blog: whats: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK