CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

ASSISTANCE: PROTEÇÃO VEICULAR COM CARRO RESERVA E REBOQUE LIVRE -  (73) 98158-5607 

SUPERMERCADO ADONAI - AV. AMÉRICO NOGUEIRA, CLODOALDO

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DA AZALÉIA

PAX PERFEIÇÃO - QUEM É VIVO SE ASSOCIA!

PAX PERFEIÇÃO - QUEM É VIVO SE ASSOCIA!

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

FORRÓ DE LUTO: MORRE O SANFONEIRO DUDA DA PASSIRA

DUDA FOI PARCEIRO DURANTE ANOS DO CANTOR DOM FONTINELLI. ELE TINHA 64 ANOS E FOI VÍTIMA DE UMA HEMORRAGIA DIGESTIVA.
 Morreu, na noite de quinta-feira (29), o sanfoneiro Duda da Passira, 64 anos. Ele estava internado no Hospital da Restauração, no Recife, que informou que ele deu entrada em estado grave e foi vítima de uma hemorragia digestiva. O músico também era diabético.
O nome de Duda da Passira era Julio Nunes Pereira. Natural de Passira, no Agreste de Pernambuco, o instrumentista começou a carreira tocando forró pé-de-serra. Com seis discos e mais de dez CDs gravados, em 1991 foi indicado ao Grammy internacional na categoria música regional.
O velório vai ser realizado na Câmara de Vereadores de Vitória de Santo Antão, cidade da Mata Sul pernambucana, onde ele vivia. O enterro está previsto para o sábado (31), no cemitério de São Sebastião, também em Vitória.
O cantor EDIGAR MÃO BRANCA viajou nesse dia para o estado de Pernambuco onde acompanhará o velório de Duda.
O sanfoneiro foi parceiro de Dom Fontinelli (morto há alguns meses) na instrumentalização de várias canções do cantor.

7 comentários:

  1. Que notícia ,nossos forrozeiros todos partindo.Deus conceda um ótimo lugar no céu. E a paz.

    ResponderExcluir
  2. ITAPETINGA: ALUNO ARREMESSA LIVRO NA CABEÇA DA PROFESSORA, QUE DESMAIA

    Uma professora do Colégio Estadual Alfredo Dutra, que ministra aulas de português, desmaiou após ser agredida fisicamente por um aluno de 17 anos. Segundo o site local Artur Notícias, o fato aconteceu em Itapetinga, no sudoeste do Estado, quando a educadora Maria Ivone Carneiro Araújo descia a escadaria do colégio, momento que o aluno jogou do pavimento de cima um livro didático grosso. O livro atingiu a cabeça da professora, que desmaiou, ficando desacordada por alguns minutos. Em depoimento à polícia, Maria Ivone disse que retomou os sentidos na sala dos professores, com dores na cabeça, além de um inchaço no local da pancada. A professora também contou que no dia da agressão o aluno havia chegado atrasado na sala de aula, quando todos os colegas dele já participavam de uma leitura, que não poderia ser interrompida naquele momento. O acusado queria a apostila imediatamente e como teve o pedido negado, começou a gritar na sala. Posteriormente, a professora entregou a apostila ao aluno, que após a aula lhe agrediu. Ainda de acordo com o site, a vítima acredita que esse foi o motivo da agressão e, temendo outras atitudes agressivas por parte do aluno, procurou a polícia. Durante depoimento à Polícia Civil da cidade, acompanhado da mãe, o aluno agressor não negou o crime. Ele disse que realmente arremessou o livro contra a educadora. Disse também que pediu a apostila duas vezes mas, que a professora negou o seu pedido. Ainda durante depoimento, o adolescente afirmou que estava sendo “marcado” por Maria Ivone. A agressão aconteceu por volta das 9h30, no início deste mês, mas a Polícia Civil concluiu o caso nesta semana, após ouvir todos os envolvidos. Agora, o caso é de responsabilidade do Fórum do município. O adolescente responderá em liberdade pelo crime lesão corporal. (Fonte: Bocão News)
    TIAGO AS NOTICIAS DA CIDADE FICAMOS SABENDO EM OUTRO SITE. TÁ DORMINDO É TIAGO?.

    ResponderExcluir
  3. Que tristeza, Duda era um sanfoneiro diferenciado!!!!

    ResponderExcluir
  4. Duda Da PAssira, que Deus te dê um bom lugar!!!!

    ResponderExcluir
  5. Tristeza para o Forró......Perdemos um grande artista!!!

    ResponderExcluir
  6. Duda agora és estrela lá no céu!!!!

    ResponderExcluir
  7. Conheci o Duda na casa de Dom Fontenelle, numa das ocasiões que ele veio tocar no São João na Banda de Dom. Um sanfoneiro no estilo de Dominguinhos, pela suavidade com que executava a sua sanfona, produzindo arranjos belíssimos. Contudo, era um sujeito de uma simplicidade ímpar, dessas que não encontramos na maioria dos artistas que andam com seguranças e exigências excentricas de camarim. Duda era respeitado no mundo musical como um excelente músico, compositor e parceiro. Sua morte deixa saudade mas sua vida foi um ganho para a cultura brasileira, especialmente para a expressão nordestina. Nilton Cirqueira - cinegrafista que registrou momentos de Dom e Duda nos palcos de Itapetinga.

    ResponderExcluir

MATÉRIAS ASSINADAS , com FONTE, são de responsabilidade de seus autores.

contatos blog: whats: (77) 98128-5324

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK